Resenha: Frostbite - Um Romance de Lobisomem, de David Welington

Olá leitores! Como vocês estão?

Acho que eu nunca estive tão empolgada com o Blog! Cheguei a conclusão de que eu adoro fazer resenhas (por mais que eu saiba que elas não são tão boas), e eu estou tentando postar de todos os livros que eu ando lendo.

Hoje a resenha é de um livro que, a maioria das pessoas, nunca ouviu falar: Frostbite - Um Romance de Lobisomem.

Nem eu me lembro como eu achei esse livro. Mas, até onde eu sei, ele só é vendido no SITE das Livrarias Curitiba. Eu não sei se nos outros Estados ele é vendido em livrarias físicas mas aqui, em Santa Catarina, eu não achei nenhuma que vendesse.

No skoob, o livro só foi lido por 59 pessoas. E tem uma nota bem baixa, que no momento é: 3,6 (de 39 avaliações).

Enfim, chega de enrolação...



Confesso que eu estava bem curiosa para ler esse livro. O primeiro motivo foi a capa. Ok, eu não vou mentir para vocês. Eu fiquei realmente encantada com essa capa e os arrepios que ela me deu! Segundo motivo foi a Sinopse. Sim, acho que, todos aqui sabem que eu nunca leio sinopses nem resenhas, certo? Mas desse livro eu não pude resistir! E eu consegui me interessar. E o terceiro motivo é que, por não ser um livro tão conhecido, eu acabei ficando ainda mais interessada.

Eu nunca li nada do autor e nada da Editora, então, para mim foi tudo muito novo. 

Resenha:

Imaginem uma garota, com seus 24 anos, perdida em uma imensa floresta congelada no Canadá. Imaginaram? Agora imaginem ela sofrendo um grave acidente, nessa mesma floresta, por culpa de descongelamento das geleiras. Chey fora arrastada floresta abaixo, por toda essa água, parando apenas quando o fluxo da água ficara menos intenso. Até esse momento já está escuro e a lua já estava pendurada no céu! 

Chey está sozinha. E se tem uma coisa que é capaz de assusta-la de verdade, são os uivos dos lobos que rodeiam a floresta, que por sinal estão muito próximos dela. Molhada e sem alguns dos seus objetos pessoais, afinal metade foi levado pela água, ela tenta se manter aquecida e longe de todos aqueles lobos. Mas parece que não será tão fácil, tendo em vista que ela mal consegue andar. Uma matilha de lobos surge a sua frente e ela se vê capaz de desafiar seus próprios limites correndo para tentar se salvar. 

Ela acaba achando uma árvore, alta o suficiente para que os lobos não a alcancem. Mas parece que um lobo é capaz de puxa-la da árvore. Um logo diferente de toda a matilha que tentara pegar Chey. Esse era maior, mais assustador, mais sedento por sangue... E esse lobo tinha, em particular, grandes olhos verdes! 

Chey permanece imóvel na árvore, mas o lobo não desiste dela tão fácil e acaba conseguindo arranhar o tornozelo dela.

Uma coisa que eu não mencionei, em nenhum parágrafo, lá em cima foi que além desse lobo, o que arranhou a perna de Chey, ser mil vezes: maior, mais assustador, mais sedento por sangue... Ele também era um lobisomem.

No mesmo instante em que a unha do lobisomem rasgou a perna dela, absolutamente tudo na sua vida mudou. Ela agora também era um lobisomem. Para o resto de sua vida!





Agora, vamos ao que interessa... Os pontos negativos e os positivos do livro. 

Positivos:

* O Autor criou toda uma nova mitologia sobre lobisomens, apesar de que em Frostbite, os lobisomens não são caracterizados como criaturas Hibridas mas apenas como Lobos maiores do que o comum.

* Assim que Chey se transforma ele nos dá bastante características de como é ser um lobisomem. Por exemplo, ele descreve o modo como um lobisomem vê, fala sobre o olfato e a audição e como ele é forte. Eu realmente gostei dessas partes. Eu me sentia como uma loba realmente! rsrsrs.

* Tudo acontece bem rápido, em nenhum momento ele enrolou. No segundo capítulo, se eu não me engano, ela já tinha sido arranhada no tornozelo e no terceiro ela já se transforma.

* Os capítulos são bem curtos. O que só ajuda na leitura.

* A notável diferença entre a mulher e o lobo.

* O suspense que é criado pelo autor é, simplesmente, viciante!

Negativos:

* O que mais me irritou o livro todo foi o trabalho da editora com o livro. Tudo bem que a capa é bonita e tal, mas o conteúdo de Frostbite é TER-RÍ-VEL. O livro foi mal editado e mal revisado! Vou ser bem simples e direta com vocês, se eu puder não comprar mais livros dessa editora, eu farei! Erros inadmissíveis são facilmente encontrados em diversos parágrafos de uma única página. Os diálogos são SUPER confusos, muitas vezes eles vem sem travessão e ficamos na dúvida sobre quem está narrando. Então, o que eu tenho para dizer sobre a edição: UM HORROR! A editora conseguiu ACABAR com o livro.

* Os personagens são MUITO mal construídos, fisicamente, pelo autor. Até agora eu não sei a cor do cabelo da protagonista.  

* De romance, o livro não tem NADA. Vários fatos acabam ocorrendo nesse livro, menos o romance. Nem um beijo, ou qualquer outro tipo de relação entre casais (até porque nem existe um casal nessa história... Bem, mais ou menos)




O livro é contado em primeira pessoa, narrado no passado, ele é dividido em 4 partes. A protagonista me surpreendeu a cada página, apesar de eu não saber, nem a cor de seu cabelo, nem a cor de seus olhos. Só digo uma coisa, para não ter que dar Spoiler: ela não está nessa mata por um acaso. Chey conhece dois homem na floresta: Dzo e Montgomery!

Dzo prometeu leva-la a um homem (Montgomery) que cuidaria do machucado provocado pelo lobisomem. Dzo é um personagem bem peculiar. Ele usa uma máscara e parece ser o único humano naquela floresta. Eu fiquei um pouco intrigada com o final, obviamente relacionado a ele.

Quanto ao Montgomery, também conhecido por Monty, eu ainda estou tentando entender o que eu sinto por ele. Em várias ocasiões no livro eu concordei com ele, mas tiveram aquelas que eu tive que discordar! O passado dele foi uma coisa que realmente me intrigou e me fez grudar no livro, durante a madrugada toda. 

E temos também o Bobby. Não, não é só o apelido dele que é idiota. Ele é um cara detestável. Eu, particularmente, adorei o final que o autor deu para ele!

Apesar de eu ter gostado do assunto (obs: eu nunca tinha lido nada sobre lobisomens), ter gostado da mitologia etc. Eu acabei não gostando tanto da escrita do autor, achei ela um pouco cansativa, ainda mais no final. Juntando isso com a edição, a nota que eu dei foi 3!

Espero que tenham gostado da resenha ♥
Até a próxima.

Gênero: Ficção/suspense/New Adult
Páginas: 296
Nota: 3/5
Editora: Panini Books

6 comentários:

  1. Ana! Eu li um de lobisomem que simplesmente fascinante. Li duas vezes as 500 e poucas paginas todas as vezes em um período curto de 3 dias.kkk E nacional e nao o tenho porque li pela livraria da escola.O nome e Sangue de Lobo.Acho que você também iria gosta. A capa e parecida. Tem suspense e a historia e bem construída. Tem romance também,mas nao é meloso, o casal so vive brigando e é muito divertido isso. Você se prende muito fácil. E ainda tem uns assassinatos a qual queremos saber quem e o assassino, é bem maluco como as vitimas ficam,um mistério envolvido. Eu super indico. E vivo procurando um pra mim. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal!
      Fiquei bastante interessada.
      Beijos

      Excluir
    2. Esse livro é maravilhoso, n gosto de livros nacionais mas esse...Meu Deus ameeeeeii <3 li duas vezes

      Excluir
    3. Esse livro é maravilhoso, n gosto de livros nacionais mas esse...Meu Deus ameeeeeii <3 li duas vezes

      Excluir
  2. Como baixo esse livro? Obrigada!

    ResponderExcluir