Resenha: Simplesmente Ana, de Marina Carvalho

Oi leitores mais lindos! Como vocês estão?

Hoje a resenha é de um livro, de uma autora brasileira, maravilhoso: Simplesmente Ana

"Era uma vez uma princesa, que criou seu próprio conto de fadas..."

Ana Carina tem 20 anos, mora em Belo Horizonte com a mãe, Olívia. Ela faz faculdade de Direito e tem uma melhor amiga, Ester. Ana nunca chegou a conhecer o pai, já que a mãe afirmava que o mesmo a abandonara ainda grávida. Mas ela vai descobrir que não foi bem assim que tudo aconteceu e ela ficará sabendo disso, através de uma mensagem no facebook.

"Desculpe, mas acho que sou seu pai."

Obviamente que Ana não acreditou de primeira, então ela teve que perguntar para sua mãe. E para a sua maior surpresa o homem que havia enviado a mensagem para ela, Andrej, era realmente seu pai. A história que ouviu a vida toda sobre seu pai, era uma mentira.

E para piorar as coisas, Ana descobre que seu pai é o Rei de um país, Krósvia. Ele quer que Ana vá até lá, para que todos conheçam a filha do rei, ou seja, a Princesa! 

Ela vai até a Krósvia, mas fica muito assustada, pois tudo é muito novo. Ela vê sua privacidade sendo roubada em questões de segundos e ela vê sua vida se transformando em uma bela confusão.

Já no castelo, Ana conhece o enteado do Rei. Que não é ninguém mais, ninguém menos do que: Alexander, que no seu primeiro encontro, se mostra ser grosso e emburrado. Ana não gosta nada disso e gosta menos ainda da namorada dele, Laika, que é uma patricinha, que odeia pobres e vive com o nariz em pé.

Conforme o livro vai se desenrolando, mais Ana conhece Alexander e em mais encrenca ela vai se metendo.
Ela viverá a dúvida entre, ficar para sempre no castelo e deixar toda sua família e a amiga para trás, ou voltar para o Brasil. 

Qual será a escolha que Ana fará? 


Eu sou apaixonada por esse livro. Eu tinha um grande preconceito, quanto a escritores nacionais. Eu pensava que eles jamais saberiam escrever um Young Adult, ou nesse caso, um New Adult. Mas eu estava completamente errada. 

Os personagens são muito bem desenvolvidos e cativantes. Eu ri e chorei com esse livro. E a capa? Perfeita! Marina está de parabéns pois fez um ótimo trabalho e fez com que eu revesse meu conceito, que estava completamente errado.

Ana é uma garota muito engraçada e fofa, mas tinham algumas partes em que ela realmente me irritava. Mas de qualquer forma, ela foi uma protagonista ótima!

Alexander, por outro lado, é um pouco mais sério, nada muito exagerado. Eu amei ele, e eu confesso que eu fiquei muito surpresa quando eu vi que eu estava, completamente, apaixonada por ele. (Ataque Fan Girl, apenas ignorem)

As partes mais engraçadas, foram, com certeza, as que Laika aparecia, OH, MEU DEUS. Eu chorava de rir com as coisas que a Ana falava e pensava dela. Inclusive o apelido que ela deu para foi bastante apropriado: Nome de cachorro. Adorei.



"- Nossa! Essa piada foi hilária. Viu como eu ri? - Ironizei"

"... E até me deixei sonhar um pouquinho, imaginando aquele mesmo gesto num outro contexto, de preferência um que envolvesse travesseiros, lençóis e lingeries da Victoria's Secret"

" - Ana, então você veio! - Laika não era um amor? Criatura mais doce." 

"...Mas adivinhe, Nome de Cachorro: produzo veneno também." 

"... Mas a palavra Laika, proferida de uma forma tão séria por aquela boca linda, me fez ter uma crise de riso. Daquelas bem demoradas, que fazem a gente perder o fôlego e o nariz escorrer."



Então é isso meu amores, eu espero que todos tenham gostado da resenha! Beijos

E para quem prefere a resenha em vídeo:



Gênero: Romance/New Adult
Páginas: 304
Nota: 5/5 
Editora: Novo Conceito

10 comentários:

  1. Estou no meio desse livro e não to conseguindo ter saco para continuar, vim até procurar algumas resenhas, mas ainda não sinto animação para conclui-lo. Sinceramente? Simplesmente Ana me lembra aquelas fanfics que eu lia aos 15 anos, é tudo muito superficial, não há uma real e interessante profundidade nos acontecimentos, sem contar que eu não consegui ter um pingo de empatia pela a Ana, a personagem é toda mal desenvolvida. O livro, ao todo, é enfadonho e superficial. Isso, se eu fosse definir esse livro em uma palavra, eu usaria Superficial. Não é querer desmerecer a sua opinião, pois todos tem a sua, mas eu daria, no máximo, duas estrelas. Adorei o layout do teu site, bjo flor :*

    ResponderExcluir
  2. Nossa! Com duas opiniões tão distintas, da blogueira e da Andressa, fiquei curiosa. Vou atrás desse livro e depois conto aqui o que achei.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Eu vi esse livro e resolvi pesquisar sobre então achei sua resenha e não tive dúvidas em compra-lo, agr é um dos meus queridinhos e devo isso a vc,aliás se eu fosse listar os livros que eu comprei só por sua resenha e que se tornaram meus queridinhos ficaria dias escrevendo, então o que posso dizer é OBRIGADO!

    ResponderExcluir
  5. Maravilhoso esse livro, a autora realmente conseguiu construir um mundo magico,escrito bem aqui no Brasil, sem fazer comparações mas já comparando, uma Meg Cabot brasileira. Muitoo boa sua resenha! beijos

    ResponderExcluir
  6. Acabei de adquirir esse livro.. Parece ser bom... Vamos ver... Rsrs bjs

    ResponderExcluir
  7. Comecei a leitura sem esperar nada do livro, e assim que peguei ele não consegui mais soltar, realmente encantador, maravilhoso, aquele tipo de livro que faz você suspirar e ficar sorrindo a cada parte, a Ana é muito engraçada e cativante,realmente conquista você! Amei a tua resenha e o blog <3

    ResponderExcluir
  8. eu li esse livro e achei ótimo acho que vou ate ler de novo!!

    ResponderExcluir
  9. Eu li esse livro, contudo eu não consegui gostar dele. Eu meio que me obriguei a acabar de ler ele. A estória é bem desenvolvida, a escrita é fluida, é o tipo de livro que tem tudo para ser bom, mas para mim acabou não sendo. A personagem principal não conseguiu me conquistar, ela é chata e forçada. Não consenso me imaginar sendo amiga dela. E o Alexande ???? Típico bad boy, sério, e grosso. Lindo de morrer, contudo não torci por ele nem um pouco. As melhores partes são a do brigadeiro, das meninas do orfanato, da Laika que garante muitas risadas, Bon Jovi e é claro o Alexander falando Saudade.

    ResponderExcluir
  10. OLÁ MEU NOME E RAYANE ,UMA AMIGA MELISA ME ENDICOU ESSE LIVRO E ESTOU GOSTANDO MUITO JÁ ESTOU NA PARTE QUE O ALEX LEVA A ANA PARA CONHECER A CAVERNA DO PIRATA

    ResponderExcluir